terça-feira, 5 de dezembro de 2017

ATOS DOS APÓSTOLOS E A EXPANSÃO DA IGREJA

A expansão oficial da igreja registrada no livro de Atos dos Apóstolos segue a Comissão de 1:8.  Os discípulos estavam reunidos na cidade de Jerusalém aguardando o revestimento do poder do alto conforme instruído pelo próprio Cristo (Lc 24:49) – o que aconteceu no dia de Pentecoste.  Ali começou o ministério da igreja. 
§ Em Jerusalém – Depois da primeira pregação de Pedro alguns discípulos ficaram ainda na cidade de Jerusalém "perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo.  E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos" (At 2:47). 
Esta é a primeira comunidade cristã.  Podemos chamá-la de Primeira Igreja Cristã no Mundo.
§ Na Judéia – A escolha dos sete no capítulo seis apresenta a solução para o problema causado pelos novos cristãos judeus de fala grega que se queixavam de que as suas viúvas estavam esquecidas na distribuição diária de alimentos.  Este primeiro movimento expansionista da igreja foi discreto mas mostrou que o evangelho já havia ultrapassado os limites de Jerusalém e estava alcançando outros judeus além desta fronteira. 
Neste momento a cidade de Antioquia veio se a tornar o grande centro cristão que serviria de base para as futuras expansões missionárias da igreja. 
§ Em Samaria – O capítulo oito começa com a perseguição e dispersão da igreja; e com a perseguição a igreja rompeu novas fronteiras.  "E indo Filipe à cidade de Samaria, pregava-lhes a Cristo" (At 8:5).  Com o trabalho de Filipe, a igreja foi estabelecida em Samaria seguindo o projeto do Mestre. 
Os apóstolos em Jerusalém tendo ouvido falar da conversão dos samaritanos enviaram Pedro e João que "impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo" (At 8:17).
§ Até os confins da terra – O movimento seguinte da igreja começou com a conversão de Saulo (capítulo 9) e iria marcar definitivamente os destinos dos seguidores de Cristo.  A igreja rompeu com as barreiras étnicas e culturais do judaísmo tornando-se uma fé universal – assim como era o projeto original de Deus para seus servos – uma igreja que se projetasse para conquistar o mundo para Cristo. 
Em At 13:2 o Espírito Santo diz: "Separa-me, agora, Barnabé e Saulo para a obra que eu os tenho chamado".  Este chamado despertou o ânimo missionário na igreja e a impulsionou a chegar nos confins da terra.
Deve ser dito ainda aqui que o Livro de Atos dos Apóstolos é um livro inconcluso.  O último versículo mostra Paulo "pregando o reino de Deus e ensinando as coisas concernentes ao Senhor Jesus Cristo, com toda a liberdade, sem impedimento algum" (At 28:31).  A história não termina assim, ainda falta algo a ser escrito.  É a história da igreja que recebeu uma Grande Comissão de seu Mestre e não terminou ainda de cumpri-la. 
O Livro de Atos, por ser um livro narrativo da ação da igreja, continua aberto pois a igreja de Cristo continua atuante buscando chegar definitivamente com a sua mensagem nos confins da terra, aguardando para ver Jesus descer dos céus assim como para o céu foi visto ir (At 1:11).

(Lá em cima na imagem: um mapa com as viagens do apóstolo Paulo e as principais rotas do Império Romano.  O mapa eu encontrei no sítio fonhbowntos.gr

Nenhum comentário:

Postar um comentário